terça-feira, 19 de janeiro de 2010

TEATRO NA EE.ANTONIO MATARAZZO...

Trabalho realizado na E.E. Antonio Matarazzo - Santa Bárbara d'Oeste - pela professora Priscila e alunos da 4ª série B, com a colaboração das professoras Susimara e Maria Aparecida - Professoras participantes do curso: "A Crônica na Vida do Professor e na Sala de Aula" - Turma A2 - 2009



video


O PRÍNCIPE DESENCANTADO

AUTOR: FLÁVIO DE SOUZA

DIREÇÃO E ADAPTAÇÃO: PROFESSORA PRISCILA
COLABORAÇÃO: PROFESSORAS SUSIMARA E MARIA APARECIDA

PRINCESA: GEOVANA
PRÍNCIPE: FLÁVIO
APRESENTADORA: PALOMA
NARRADORA: KAROLINE
MAQUIADORAS: THAILA E LETÍCIA

Leia o texto:


O Príncipe Desencantado

O primeiro beijo foi dado por um príncipe numa princesa que estava dormindo encantada há cem anos.
Assim que foi beijada, ela acordou e começou a falar:
Princesa - Muito obrigada, querido príncipe. Você por acaso é solteiro?
Príncipe - Sim, minha querida princesa.
Princesa - Então nós temos que nos casar, já! Você me beijou, e foi na boca, afinal de contas não fica bem, não é mesmo?
Príncipe - É... querida princesa.
Princesa - Você tem castelo, é claro.
Príncipe - Tenho... princesa.
Princesa - E quantos quartos tem seu castelo, posso saber?
Príncipe - Trinta e seis.
Princesa - Só? Pequeno, hein! Mas não faz mal, depois a gente faz umas reformas... Deixa eu pensar, quantas amas eu vou ter que contratar... Umas quarenta, eu acho que dá!
Príncipe – Tantas assim?
Princesa – Ora, meu caro, você não espera que eu vá gastar as minhas unhas varrendo, lavando e passando, não é?
Príncipe – Mas quarenta amas!
Princesa – Ah, eu não quero nem saber. Eu não pedi pra ninguém vir aqui me beijar, e já vou avisando que quero umas roupas novas, as minhas devem estar fora de moda, afinal passaram-se cem anos, não é mesmo: E quero uma carruagem de marfim, sapatinhos de cristal e... e... jóias, é claro! Eu quero anéis, pulseiras, colares, tiaras, coroas, cetros, pedras preciosas, semi-preciosas, pepitas de ouro e discos de platina.
Príncipe – Mas eu não sou o rei das Arábias, sou apenas um príncipe...
Princesa – Nem venha com desculpas esfarrapadas! Eu estava aqui dormindo e você veio e me beijou e agora vai querer que eu ande por aí como uma gata borralheira? Não, não e não, e outra vez não e mais uma vez não!
Tanto a princesa falou que o príncipe se arrependeu de ter ido até lá e a beijado. Então teve uma idéia. Esperou a princesa ficar distraída, se jogou sobre ela e deu outro beijo, bem forte. A princesa caiu imediatamente em sono profundo, e dizem que até hoje está lá, adormecida. Parece que a notícia se espalhou, e os príncipes passam correndo pela frente do castelo onde ela dorme, assobiando e olhando para o outro lado.

(Flávio de Souza, Príncipes e Princesas, sapos e lagartos. São Paulo:FTD)


Parabéns a todos os envolvidos!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário